#12mesesdePoe – Hop-Frog

426bb72c41ffbdc5517126bc02fbb2d0.jpg

Quanto a mim, sou simplesmente Hop-Frog, o truão, e essa é a minha última truanice.

Este post faz parte do Desafio de leitura #12mesesdePoe. O conto Hop-Frog fala sobre um rei e sua corte muito dados à brincadeiras. Como era de praxe ter bobos da corte na época, o rei possuía o seu: Hop-Frog, um anão coxo, que se movia de forma incomum, quase saltando, fato que divertia muitíssimo o rei e seus sete ministros, todos extremamente gordos.

De fato, Hop-Frog podia mover-se apenas por meio duma espécie de passo interjetivo – algo entre um pulo e uma contorção -, um movimento que provocava  ilimitada diversão[…]

Além de Hop-Frog, o rei tinha também uma anãzinha de nome Tripetta, descrita como bonita e de corpo bem distribuído e, por conta disso, mimada por todos – embora ainda tratada como uma posse e boba da corte, ou seja, um pouco menos maltratada do que Hop-Frog. Sempre que podia, ela usava os mimos em benefício de Hop-Frog, já que embora o rei se divertisse muito com o anão, ele não era querido por todos como Tripetta.

Um dia, o rei resolve dar um baile de máscaras, e convoca Tripetta e Hop Frog para pedir sugestões de fantasias para ele e seus ministros. Assim que os dois se apresentam, o rei obriga Hop-Frog a beber vinho, mesmo sabendo que o anão passa muito mal toda vez que o faz. Tripetta, ao ver seu amigo ficando mal, implora ao rei que pare, e o rei a agride. Com isso, Hop-Frog obedece o rei e bebe mais vinho, e em seguida, sugere a fantasia perfeita para o rei e seus ministros surpreenderem a todos no baile, e é ai que Hop-Frog vê a chance perfeita de se vingar.

Dos contos lidos que eu não conhecia e que estão presentes no desafio, este é o meu queridinho atualmente. De linguagem fácil, extremamente criativo e com um final que te deixa boquiaberto, Poe mostra que é um autor extremamente versátil, mas sempre fiel ao seu estilo de escrita. Tenho gostado muito de conhecer mais contos dele que não são em primeira pessoa! Como já é comum nos contos do Poe, o final foi totalmente inesperado e, honestamente, eu consideraria um final feliz.

Li no post que a Anna fez que o conto pode ser considerado autobiográfico, veja aqui o motivo. Gosto de sempre ler as análises da Anna sobre os contos do desafio, pois ela sempre levanta questões muito interessantes acerca de Poe, sugiro que vocês sempre dêem uma olhadinha no blog dela ♥

Ainda nesta semana postarei sobre o conto do mês de Setembro, já que Hop-Frog é referente ao mês de março.

_

Quer receber as atualizações do blog de forma mais prática?

2833582_orig  Siga no instagram: @theroom1408 facebook_logo_image  Curta a página no facebook: The Room 1408

Lembrando também que você pode se inscrever ali no canto pra receber um e-mail avisando quando tiver post novo ->

Até mais!

Follow my blog with Bloglovin

Anúncios

Um comentário em “#12mesesdePoe – Hop-Frog

Vamos conversar :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s