Alguns mimimis pois ninguém é de ferro

 Este post será um mimimi sem fim.

Acordar às 06:00h, entrar no trabalho às 08:30h, sair às 17:30h, ir direto pra faculdade e sair de lá quase 23:00h. Às vezes, acordar mais cedo pra estar na fisioterapia às 07:00h. Aula aos sábados das 07:20h às 11:20h.

Em momentos como estes, em que a minha cabeça não para um minuto e eu estou mais chata do que de costume, eu acabo sempre me deparando com algum post sobre self-care, como por exemplo este aqui do buzzfeed. Peguei o do buzzfeed apenas pra exemplificar, mas vejo muitos e de diversos blogs. Claro que a intenção de quem faz esses posts é apenas ajudar, mas quando eu leio, fico ainda mais “p da vida”. O motivo é simples: eu nunca posso seguir nenhuma dessas dicas. As mais gerais costumam ser: faça algum exercício, maratone no netflix, dance ao som da sua música favorita, etc.

self-care
Em uma tradução bem livre: durma bastante; aproveite a luz solar; cozinhe; escreva ou desenhe; fale consigo mesmo (ou seria “comigo”? Quem tiver um inglês melhor, aceito um help”); aconchegue um gatinho; caminhe ou ande de bicicleta; organize; leia; leia sobre pessoas com a vida mais complicada que a sua – vsf, que dica é essa? -; cuide de um jardim; ganhe um abraço; fale com pessoas selecionadas a dedo.

Eu tenho uma resistência muito grande à viver de verdade somente nos finais de semana, a vida tem de ser muito mais que isso, e é por isso que eu vivo em busca de algo que me ajude a respirar em meio à rotina, mas parece impossível. Das 24 horas que o dia tem, utilizo 15 pra trabalhar/faculdade/o trajeto até essas coisas. Sobram 07 horas. Tá ótimo, né? Estaria se eu não precisasse dormir. Quanto às dicas mágicas e preciosas, vamos lá: imagine se eu começo a fazer flexões no trabalho, começo a dançar ou abro o Netflix?

giphy

Demissão na certa. Ok, mas eu ainda posso chegar em casa onze da noite e cozinhar uma receita legal… não mesmo. Quem tem saco pra isso depois de passar o dia todo fora? Banho relaxante? Nos dias que eu sei que tenho de lavar o cabelo já fico querendo chegar em casa mais cedo pra não dormir tão tarde, então, não também. Quanto à dica que diz pra “pensar em pessoas com vidas mais difíceis”, porque isso me deixaria feliz? Pensar nisso me entristece e é por isso que eu mal acompanho noticiarios.

giphy (1).gif

Sou grata por ter o meu emprego, sou grata por estar conseguindo estudar depois de tantos dilemas como “como eu vou me sustentar e estudar ganhando esse salário?” ou “se eu não conseguir o fies será que algum dia eu vou conseguir estudar?” inclusive, santo Fies ♥. E se você que estiver lendo pensar em comentar “ainnn, pq você não estudou pra passar em federal?”, nem comente. Mesmo que eu tivesse passado em federal, que costuma ter aula em período integral, eu não viveria de fotossíntese e teria contas pra pagar do mesmo jeito. Pra ser apenas estudante é necessário ajuda financeira – ou ser 100% bancado pelos pais, que é o que eu mais vejo. Não estou criticando quem pode ser bancado e só estudar, fico feliz por essas pessoas, apenas nunca foi uma opção pra mim.

time-management-discipline

Sei que tem muita gente que gostaria de ter o que eu tenho, seja um emprego, faculdade, ou saúde. Sei também que há pessoas em uma situação muito, muito pior, afinal eu estou batalhando por uma vida melhor, coisa que muitos não tem condições de fazer por N fatores, e é isso que eu penso quando me dá vontade de reclamar. Não é que a desgraça alheia me conforte ou me deixe feliz, não mesmo! É que eu sinto como se eu estivesse sendo ingrata com o universo caso eu reclame, afinal eu tenho moradia e alimentação, o que chega a ser um luxo pra muitas famílias por ai.

Masssss… eu também sou um ser humano, que assim como qualquer outro, se cansa. E antes fosse só fisicamente. Às vezes a gente só quer se sentir melhor naquele momento e ponto final, simples assim.

adventuretime-hug

Me sinto feliz de conseguir viver com o que eu tenho plantado, o problema é que na cabeça de uma pessoa ansiosa, toda colheita parece muito distante. A coisa mais realista que li hoje foi a newsletter da Carol. Nela, ela diz o seguinte:

E depois eu comecei a refletir: eu às vezes acho que as coisas estão paradas, que eu não vou conseguir fazer, mas eu pensava o mesmo há dois anos atrás. E olha por quantas mudanças eu passei. Eu tô esperando uma mudança drástica, rápida, pá pum, mas cada reação, cada atitude, cada decisão minha, por menor que seja, me faz dar um passinho pra mudança.

Ler isso me deixou mais otimista. Se eu olhar pra minha vida de dois anos atrás, muita coisa melhorou, o que não quer dizer que eu deixei de ser a pessoa ansiosa que sempre fui, o que não é bom. Mas aos poucos tudo se resolve. Se você, assim como eu, tem pouquíssimo tempo e dinheiro, ai vai o self-care possível de ser feito:

  • Respire profundamente junto com este gif. E só. Não tem mais o que fazer.

2nkt1pw

Aliás, tem sim: saiba que por mais que a colheita pareça distante, o plantio está sendo feito e que você está fazendo o possível para ser o adulto que você sonhou em ser quando era criança. Permita-se ficar triste às vezes, aceite que você ainda não consegue ser good vibes o tempo inteiro, ninguém é de ferro.

406ef017jw1ee4pbh59kbg20bt0bta9z

E é isso. Espero que você consiga fazer coisas que deixem o seu dia mais feliz e que a sua semana seja produtiva.

1522603f46304969bd614a5ea95f3d7c

Até mais ♥

_

Quer receber as atualizações do blog de forma mais prática?

2833582_orig  Siga no instagram: @theroom1408 facebook_logo_image  Curta a página no facebook: The Room 1408

Lembrando também que você pode se inscrever ali no canto pra receber um e-mail avisando quando tiver post novo ->

Follow my blog with Bloglovin

 

Anúncios

19 comentários em “Alguns mimimis pois ninguém é de ferro

  1. Oi, eu já acompanho tuas newsletter a algum tempo, mas nunca tinha vindo comentar, mas esse post eu não podia deixar de comentar, serio vc falou tudo q eu penso! Kkkk, é q a rotina de estudar, trabalhar é tao puxada q só quem vive isso sabe como é estressante, então me identifiquei com seu post, acho q temos direito de ficar triste e desanimados as vezes, mas não podemos perder a esperança que toda essa rotina atual(estressante) vai afetar positivamente o nosso futuro nos trazendo varias conquistas 🙂
    Parabéns por esse post e tbm por todos os outros, estou sempre acompanhando as newsletters do blog.
    Bjos.

    Curtir

    1. Oi, Stefani! Fico feliz de saber que você acompanha. A gente sempre escreve por escrever, mas é bom saber que tem quem se interesse de verdade ♥ Com certeza, estamos plantando agora para colher os frutos futuramente. Tudo de bom pra nós ♥

      Curtir

  2. Nossa, te entendo e acho que quem não se sente desesperado numa rotina dessas não pode ser são! Vou dizer que infelizmente uma fase assim as vezes é necessária na vida – afinal, você quer estudar e ter uma formação, mas tem conta pra pagar e ninguém além de você pra fazer isso, não tem solução mágica pra isso não comer todas as horas do seu dia. Porém, é uma FASE. Eu já fui adepta do “tem gente muito pior do que eu”, mas hoje em dia eu vejo que eu não tenho que me contentar pelos outros, inclusive numa sociedade tão desigual quanto a brasileira, é triste que a maioria não tenha acesso ao básico e que o básico vire o meu luxo! Enquanto você tiver o plano de mudar isso quando puder e ser capaz de perceber quando esse momento chegar, há esperanças 😉 Keep strong, sua hora vai chegar!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Vy. Outras pessoas já me falaram isso e você tá certíssima, não é pq tem outros em situação pior que eu não posso me dar ao direito de me sentir triste às vezes. Obrigada por compartilhar o seu ponto de vista. Um beijo!

      Curtir

  3. História de my life. Acho que dá life de muita gente, né?
    Mas é isso: não perder as esperanças é a chave. Um dia a gente colhe o que planta, bom ou ruim. Bora cultivar rosas cheirosas na vida. Obrigada pelo post!!!

    Curtir

  4. Pensa em um post com o qual me identifiquei. As vezes é tão difícil sobreviver à rotina maçante, mesmo que necessária, sem reclamar. E as pessoas esperem que eu esteja sempre com um sorrisão no rosto, porque se não estiver, estou sendo ingrata. NÃO. Eu sou super grata, e fico feliz de ter tudo o que tenho, minha rotina é o que me mantem sã, em parte. Mas é muito difícil se mostrar sempre satisfeita quando quase 100 % do seu tempo se resume a trabalhar. E quando enfim chega o fim de semana, o tempo vooooa, e não entendo mais nada do que é sair deste mundo cheio de correria. Amei o blog e o texto, este em especial!

    Blog Insaturada
    Facebook
    Instagram do blog
    Instagram Pessoal

    Curtido por 1 pessoa

  5. Sobre ficar aliviada ao ver que outras pessoas estão vivendo como você e sobrevivendo.

    Acordar às 4:30 ir para a academia (pq o médico passou exercícios, pois a vontade é mínima) às 5:30, trabalho de 8:00 às 17:45, aula de 6:20 às 10:00, chegar em casa às 00:20 e curso de inglês aos sábado e cuidar da casa no FDS.

    Que a gente nunca perca a fé de que tudo isso valerá a pena um dia. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Samantha! A sua rotina é ainda mais corrida, né? Eu vou começar a academia agora e também por necessidade e não por vontade, mas ainda assim a sua é muito mais corrida. Com certeza vai valer a pena, temos de ter fé e persistir! ♥

      Curtir

  6. Fiquei um tempo sem visitar blogs mas cá estou eu lendo todos seus posts frenéticamente! HIUHAUISHUIAHUSHUAHS
    Acredite, eu já passei pelo mesmo! Trabalhava das 8 ás 15. Aí entrei na faculdade de Letras e ao mesmo tempo, passei no Senai pra fazer desenhista de moda. Como eu tinha juntado uma graninha, larguei o trampo e era Senai das 12 ás 17 e faculdade das 19 ás 22. Fora o tempo de locomoção pq Sampa é Sampa, né nom?! Ah sim, e os trabalhos. Quantas noites viradas.
    Nessa época eu parecia uma morta viva e no final de semana eu dava rolê. Não descansava. Pensava que descansaria quando fosse mais velha HIUHAUSIHAUIHSUIHAIUSHUIAHUIDH acredite, chego até a estar entediada agora por não estar fazendo nada.
    Então, cada fase vem com seus desesperos mas também com coisas boas!
    Apenas respire e continue desabafando! Estou aqui quando precisar!
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    Curtir

Vamos conversar :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s