Pro final de semana: O Circo do Dr. Lao, de Charles G. Finney.

250_9788580440744_ocircododrlao“Abalone, no Arizona, era um lugar ermo e tranquilo onde os habitantes se preocupavam tão somente com o tédio e em sobreviver à Grande Depressão… Era, até o circo do Dr. Lao chegar à cidade e mudar a vida de todos. Esperando apenas mais um espetáculo circense, os cidadãos de Abalone notaram algo de esquisito no circo. Seres estranhos, atrações cujo nome sequer podiam soletrar, seres infernais, animais de todos os tipos, mitos da antiguidade, serpentes, híbridos e muito mais – eram inúmeras as atrações bizarras. Aos poucos o circo faz ruir a frágil máscara dos habitantes locais; (des)ilusões amorosas, o tédio oculto nas vidas de fachada, segredos revelados transformam o espetáculo em uma bizarra percepção do próprio ser humano. Em poucos dias, Dr. Lao irá alterar a vida dos moradores de Abalone.” (Fonte: Editora Leya.)

 

Olá 😀

Como comentei aqui, estou sorteando as minhas leituras, e isso tem me rendido ótimas surpresas.

Uma dessas surpresas foi O Circo do Dr Lao, de Charles G Finney. Eu nunca tinha ouvido falar deste livro, encontrei o título nos comentários de uma resenha sobre O Circo Mecânico Tresaulti e resolvi pesquisar. (valeu, Francisco que comentou na resenha citada! a dica não foi pra mim mas eu segui hahahha)

Com 184 páginas, o livro levanta diversas reflexões acerca da humanidade e o quão desinteressantes podemos ser com nossas rotinas simplórias.

Um sátiro, uma esfinge, uma medusa e até mesmo Apolônio de Tiana em pessoa são alguns dos que fazem parte das apresentações, e, além disso, o próprio Dr. Lao é fascinante, um personagem interessantíssimo.

Além de ser uma leitura rápida, a língua é simples, os diálogos são fascinantes e cada ser do circo é extremamente intrigante.

“[…] E o mundo gira, gira, gira. Crianças nascem, crescem, casam-se, adoecem e morrem; a senhora fica em sua cadeira de balanço, cose, mexerica e leva a vida. E a senhora tem voz ativa no governo, e um número suficiente de pessoas votando igual poderia mudar a face do mundo. Há algo de terrível nessa idéia. Mas sua opinião individual sobre qualquer assunto no mundo é absolutamente desprezível. Não, não consigo atinar com a razão de sua existência.

– Não lhe paguei para atinar com coisa alguma. Diga apenas meu futuro e pronto.

– Estive dizendo seu futuro! Por que não ouve? Deseja saber quantas vezes ainda comerá alface ou ovos cozidos? Quer que eu enumere as vezes em que gritará bom dia para a vizinha sobre a cerca? Devo dizer-lhe quantas vezes mais a senhora comprará meias, irá à igreja, assistirá a filmes? Deverei fazer uma lista mostrando quantos litros de água a senhora ferverá no futuro para o chá, quantas combinações de cartas receberá no bridge, quantas vezes o telefone tocará nos anos que lhe restam? Deseja saber quantas vezes voltará a censurar o jornaleiro por não deixar o jornal no lugar que menos a irrita? Devo dizer-lhe quantas vezes mais a senhora se aborrecerá por chover ou deixar de chover, segundo seus desejos? Devo calcular quantas moedas há de poupar regateando no mercado? Deseja saber tudo isso? Pois esse é seu futuro – fazer as mesmas coisas inúteis que tem feito nos últimos 58 anos. A senhora se defronta com uma repetição de seu passado, uma recapitulação dos algarismos na máquina de calcular de seus dias. Há apenas um algarismo brilhante, talvez: houve um pouco de amor em seu passado; mas não haverá nenhum em seu futuro.”

É um livro excelente e, honestamente, fico surpresa de poucas pessoas o conhecerem. Há também um filme baseado na obra, chama-se “As Sete Faces do Dr. Lao”, dirigido por George Pal. Ainda não assisti, caso vocês conheçam me contem se é legal!

Terminada essa leitura, sorteei uma nova e saiu O Circo Mecânico Tresaulti. Overdose de circo! Até o momento estou gostando, pensei que poderia ficar saturada da temática mas as duas obras são extremamente distintas, então tem sido bem legal.

Alguém já leu uma das obras? Dividam comigo a opinião de vocês!

Até mais!

Anúncios

5 comentários em “Pro final de semana: O Circo do Dr. Lao, de Charles G. Finney.

Vamos conversar :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s