Dez motivos para ter um Kindle Paperwhite.

Quando pensei em comprar um e-reader, pesquisei muito sobre o assunto, há milhares de posts sobre isso na internet e há uma divisão muito grande de opiniões: há os defensores ferrenhos dos livros físicos, e há quem diz até mesmo que depois de conhecer os e-readers, passou a ler cada vez mais no dispositivo.

Antes de tudo, se você está em dúvida de qual e-reader adquirir, recomendo este vídeo da Tati Feltrin, no qual ela compara Kindle, Kobo e Lev, já que não tenho como falar com propriedade sobre isso pois desde que adquiri o Kindle nunca testei nenhum outro.

Agora, vamos ao que interessa! Dez motivos para ter um Kindle Paperwhite:

  1. É levíssimo. Imagina a possibilidade de carregar mais de cem livros, com o mínimo de peso? É assim que funciona com o Kindle.

    DSC00260
    Você carregaria todos os livros físicos da foto na sua mochila todos os dias?
  2. Os e-books ocupam pouquíssimo espaço na memória. Atualmente possuo mais ou menos uns quarenta arquivos no Kindle, dentre livros e arquivos da faculdade, e isso não ocupou nem metade de capacidade de memória que o aparelho oferece.cats
  3. Dentre os posts que defendem com unhas e dentes os livros físicos, vi argumentos como: “ah, mas e quando eu quiser fazer marcações?” Bem, nunca tive costume de fazer marcações em livros, salvo os acadêmicos, mas o Kindle também oferece essa opção de duas formas: dá pra você selecionar um trecho, que fica marcadinho num tom de cinza, destacando o trecho marcado, e dá pra fazer a opção anterior juntamente com um comentário sobre a passagem selecionada! Eu amo essa função e utilizo muito, e o mais legal é que depois, quando você quiser encontrar a marcação, não é necessário procurar no livro inteiro, pois o Kindle deixa todas as marcações separadas num arquivo chamado “Meus Recortes”.
    DSC00266
    É assim que ficam as partes marcadas.
    DSC00267
    O numerozinho significa que adicionei uma nota.
    DSC00268
    Quando clico no numero, é assim que aparece.

    DSC00261

    DSC00263
    Dentro da pastinha “Meus Recortes”.
  4. “Ah, se eu estiver lendo e acabar a bateria, fico sem leitura?” Sim, é óbvio que se acabar a bateria você fica sem leitura, assim como se acabar a bateria do seu celular você fica sem ligações. Mas pra deixar a bateria acabar você tem que ser uma pessoa muito desatenta, já que a bateria do Kindle dura mais de uma semana. É só ficar de olho 🙂
  5. “Kindle, por ser um eletrônico, chama mais a atenção de ladrões do que um livro físico!” Sim, é claro, e você passou a adotar o uso de correspondências ou sinal de fumaça para se comunicar e deixa o seu celular em casa por isso? Ah, você usa um bip? Então tá bom 😀
  6. Alguns colegas chatonildos amantes da Apple falaram que eu me arrependeria por não comprar um Ipad ao invés do Kindle, já que no Ipad daria par ler. Óbvio que discordo totalmente e nunca me arrependi, já que  o Kindle tem como foco a leitura, e o Ipad não. A leitura em um Ipad pode causar diversas distrações, além do fato do brilho da tela não ser específico pra isso como é no Kindle, que por mais alto que o brilho esteja, não irrita os olhos e parece papel, além da tela não refletir. Acho que não preciso nem citar o preço do Ipad, né? Jamais pagaria essa fortuna toda por um aparelho que oferece funções pelas quais não tenho interesse. Ah, claro que a bateria de um Ipad em uso constante não dura uma semana.
  7. A economia. Sim, eu também gosto de ter os livros físicos na minha estante, gosto de capas de edições especiais e tudo mais, mas há materiais da faculdade, por exemplo, que por mais que eu encontre por R$10,00 na estante virtual, de R$10,00 em R$10,00 se chega à R$1000,00 ou mais durante o ano letivo. Além disso, digamos que eu não tenha o costume de comprar ebooks, eu baixo todos, que acabam custando um total de zero reais, e talvez essa seja uma das explicações do motivo de eu entrar em tantos projetos literários: eu não gasto nada pra isso. Experimente colocar na ponta do lápis o quanto você gasta com livros baratinhos e xerox durante o ano.
  8. A função de dicionário é sensacional! Até em uma leitura simples existem palavras que não conhecemos, e no Kindle basta você apertar e segurar em cima da palavra que abre o significado pelo dicionário.DSC00264

    DSC00270
    Pastinha “construtor de vocabulário”. Nela ficam guardadas todas as palavras cujo significado foi buscado por mim.
  9. Leituras em outros idiomas se tornam algo mais fácil, já que tem dicionário em inglês e francês também. Nunca baixei nenhum outro, mas dá. Há também uma aba pra pesquisar a palavra no wikipédia, caso você queira buscar um termo, além de poder buscar na internet também, embora o navegador do Kindle seja basiquissímo.
  10. Essa última vai ser bobinha: poder ler até dormir sem ter que levantar para apagar a luz! hahahah

Ah, mais dois motivos extra: dá pra separar os livros em coleções e dá pra tirar print da tela!

DSC00272

screenshot_2016_02_12T18_37_23-0200
Este é um print da tela do Kindle. Só é possível ver os prints que você tirar conectando o dispositivo a um computador.

Já adianto que não adianta nada alguém comentar aqui “ainnn mas e o cheirinho de livro”. Também gosto do cheiro dos livros, mas quando você tem que carregá-los nas costas ao invés de ler no conforto da sua casa, o corpo começa a cobrar. A gente pensa que não, mas cobra!

Não pensem também que não gosto dos livros físicos, eu os AMO, mas o Kindle foi a forma que encontrei de equilibrar a leitura com as outras coisas que preciso carregar no meu dia-a-dia – com “coisas”, leia-se: itens de higiene pessoal, blusa de frio, marmita, caderno, agenda, etc etc etc… E, afinal, precisa mesmo existir essa disputa “ebooks vs livros físicos”? Um nunca substituirá o outro, há espaço para ambos no mercado e cada um tem suas vantagens e desvantagens.

Vale lembrar que tudo neste post é baseado em minha experiência com o dispositivo e em minha opinião, mas decidi fazer o post pois vi tantas coisas infundadas acerca do tema… Livros são mais bonitos do que tais dispositivos? Claro que sim, mas o importante é o conteúdo da leitura, o foco de ler nunca foi tirar fotos pro instagram, ao menos para mim. Não me aprofundarei tanto no tema pois esse assunto já foi mais discutido aqui.

Em suma, amo de paixão o meu Kindle e também os meus livros físicos! E vocês, possuem algum e-reader? O que acham do assunto?

Anúncios

4 comentários em “Dez motivos para ter um Kindle Paperwhite.

  1. Olá! Estou sempre passando pelas lojas e fico desesperada querendo comprar um Kindle, ou o Lev da Saraiva, e acabo desistindo. Eu já aderi a leitura online, embora também prefira minha estante com os livros físicos, mas ainda fico com o pé atrás para comprar um e-reader. Quem sabe eu me dou de presente esse ano, não é mesmo? Adorei o post. Beijos!

    Curtir

  2. Cara, quem disse que não temos a possibilidade de ter aquela bolsinha da Hermione que ela carrega TUDOOOOO?? Pelo menos temos isso com os livros. Acho que vou comprar sim um desse.
    Uma das coisas que mais gostei é o lance de fazer anotações. Sempre estou lendo algo, como esse desafio da Plataforma 9 3/4, e quando vou postar no instagram eu esqueço o que pensei na hora.
    Amei o Kindle. Me convenceu. heheheheh

    Curtir

  3. Eu queria muuuuito um paperwhite… mas não consigo deixar de usar o meu (que é um modelo Keyboard bem mais antiguinho) para comprar outro, se o meu tá funcionando que tá uma beleza… Na verdade, o único problema com ele é que a bateria não dura mais um mês inteiro… dura três semanas 😉

    Curtir

Vamos conversar :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s